Actualidade

China expulsa estudante alemão que fez trabalho sobre direitos humanos

13 | 08 | 2018   04.35H

As autoridades chinesas suspenderam o visto de um estudante alemão, após este escrever uma reportagem sobre direitos humanos, num projeto escolar, parte de um mestrado em jornalismo e comunicação numa das mais prestigiadas universidades da China.

David Missal, 24 anos, aterrou no domingo na cidade alemã de Duesseldorf, depois de as autoridades de imigração lhe terem comunicado que o seu visto de estudante foi anulado e que tinha uma semana para sair da China.

Missal considera que a decisão se deve a um trabalho sobre a campanha repressiva contra advogados dos direitos humanos, lançada por Pequim, em 2015.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Deve ser um descendente directo de um Nazi puro. E não lhe assentaram as costuras da roupa?
    Dono dos Burros | 13.08.2018 | 12.09Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE