Actualidade

Arqueólogos estudam resistência na raia e o ataque à aldeia de Cambedo

21 | 08 | 2018   16.22H

Arqueólogos estão a escavar numa casa em Cambedo destruída em 1946, após um ataque da GNR e Exército a esta aldeia do concelho de Chaves onde estavam refugiados guerrilheiros espanhóis que fugiram à ditadura franquista.

"Cambedo 1946" é um projeto de arqueologia contemporânea que está a estudar a resistência às ditaduras ibéricas (1926-1975) e a solidariedade na fronteira entre Trás-os-Montes e a Galiza.

O ponto de partida para a investigação é a casa da dona Albertina. Nas suas ruínas uma equipa de cinco arqueólogos liderada por Rui Gomes Coelho está a escavar e a procurar vestígios com recurso a um detetor de metais.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE