Actualidade

Morreu poeta e bibliógrafo Luís Amaro aos 95 anos

24 | 08 | 2018   17.48H

O poeta, editor e bibliógrafo Luís Amaro morreu hoje, no Hospital Egas Moniz, em Lisboa, vítima de pneumonia, aos 95 anos, anunciaram a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB) e a Fundação Calouste Gulbenkian.

O velório tem lugar a partir das 18:00 de hoje, na Igreja de Queluz e o funeral parte, do mesmo local, no sábado, às 10:30, em direção ao Cemitério de Queluz, segundo detalhes facultados à Lusa pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela família.

Nascido em Aljustrel, em 05 de maio de 1923, Luís Amaro fez, com António Luís Moita, António Ramos Rosa, José Terra e Raúl de Carvalho, parte do grupo que dirigiu a revista Árvore entre 1951 e 1953.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE