Actualidade

Incêndio no Museu Nacional coloca Cultura na agenda das eleições no Brasil

03 | 09 | 2018   19.40H

Os principais candidatos à presidência no Brasil apressaram-se hoje a reagir ao incêndio no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, acabando por colocar o tema da Cultura na ordem do dia.

"A catástrofe que afeta o Museu Nacional" equivale a "uma lobotomia na memória brasileira", afirmou a candidata Marina Silva nas redes sociais, lamentando que a coleção que "ajudou a definir a identidade nacional se tornou agora em cinzas".

De acordo com a agência de notícias Efe, a também candidata da Rede Sustentabilidade denunciou que "infelizmente" o incêndio "foi uma tragédia anunciada" dada a "situação das dificuldades financeiras" da Universidade Federal do Rio de Janeiro, responsável pelo museu, e "das demais universidades públicas nos últimos três anos".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE