Actualidade

Higiene urbana em Lisboa piorou com passagem de competências para as Juntas - sindicato

08 | 09 | 2018   09.33H

A qualidade da higiene urbana na cidade de Lisboa piorou com a transferência de competências para as Juntas de Freguesia, que não receberam meios suficientes para fazer face aos problemas, disse à Lusa fonte sindical.

"Há mais de quatro anos, fruto da reforma da reorganização administrativa da cidade, foram transferidas uma série de competências para as Juntas de Freguesia, entre elas uma parte da varredura e lavagem das ruas, com cerca de 600 trabalhadores da limpeza urbana que saíram da Câmara. Desde aí para cá, a remoção dos resíduos na Câmara Municipal de Lisboa nunca mais conseguiu recompor-se dessa saída", começou por dizer à Lusa o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML).

De acordo com Vítor Reis, não há trabalhadores suficientes para fazer face à higiene urbana na cidade, uma vez que o município tem perdido trabalhadores e os concursos para a admissão de novos profissionais "são processos muito morosos e burocráticos".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Pois, pois, é preciso que assim seja. Porquê? Para poder haver "recurso" à contratação de "empresas de limpeza" por ajuste direto (ou não). Os concursos para a admissão de novos profissionais "são processos muito morosos e burocráticos"? Pois para a contratação de "empresas de limpeza"... é rápido e limpinho.
    anónimo | 08.09.2018 | 12.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE