Estado da União

Juncker apela à abolição das fronteiras internas na UE

12 | 09 | 2018   11.24H

O presidente da Comissão Europeia apelou hoje à supressão das "fronteiras internas" erigidas na União Europeia, instando a presidência austríaca do Conselho Europeu a dar "o passo decisivo indispensável" para uma "reforma equilibrada" em matéria de migrações.

No seu último discurso sobre o "Estado da União", diante do Parlamento Europeu (PE), em Estrasburgo (França), Jean-Claude Juncker assumiu-se contra as fronteiras internas erguidas dentro do espaço Schengen, em resposta à crise das migrações.

"Onde [as fronteiras] foram restabelecidas, devem ser suprimidas. Se se mantiverem, isso significará um retrocesso inaceitável atendendo ao que é a Europa", defendeu.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • CONTRO NAS FRONTEIRAS E UM BEM QUE SE TEM QUE TER PARA O CONTROLE DOS MARGINAIS MAS O JUNCKER NÃO GOSTA DESSES CONTROLES VERGONHA MUNDIAL
    O povo | 12.09.2018 | 12.32Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE