Actualidade

Juiz brasileiro anula concessão do estádio do Maracanã à construtora Odebrecht

13 | 09 | 2018   01.40H

Um juiz anulou na quarta-feira o contrato de gestão do estádio do Maracanã celebrado em 2013 entre o governo regional do Rio de Janeiro e um consórcio liderado pela construtora Odebrecht, informaram fontes oficiais.

A decisão foi tomada pelo nono juiz do Tesouro Público do Rio de Janeiro, Marcello Alvarenga Leite, por considerar que se registaram irregularidades no processo de concessão daquele que é considerado o maior palco do futebol brasileiro e que acolheu as finais dos campeonato do Mundo de 1950 e 2014.

Segundo o juiz, uma das empresas que integrou o consórcio vencedor da concessão, a IMX, teve acesso a informações privilegiadas sobre o concurso público para o qual foram concedidos os direitos de administração do estádio por um período de 35 anos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE