Sugestões

Quando a gastronomia faz parte do roteiro

13 | 09 | 2018   22.58H
Seis em dez portugueses têm em conta a oferta gastronómica quando escolhem um destino de férias. A momondo aponta seis cidades com iguarias a não perder.
Destak | destak@destak.pt

À boleia da sua população, Vancouver tem uma gastronomia diversificada. As extensas terras agrícolas, as áreas vinícolas e o clima favorável desta cidade canadiana oferecem uma variada gama de frescos regionais que dão para fazer pratos como poutine, montreal smoked meat e butter tarts.

Saborosa, rica, suculenta. A carne do Uruguai é reconhecida e a parrilla, um sistema de grelhas móveis na brasa, permite vários tipos de assados. E já que está por Montevidéu não perca o chivito (sandes de pão de hambúrguer recheado).

Na América Latina, Lima é paragem obrigatória pelos seus pratos refinados e sofisticados. Ceviches de peixe fresco, parihuela, anticuchos e mazamorra morada têm de integrar a ementa nesta cidade peruana.

Com a herança da colonização francesa, Hanói é a meca da street food no Vietname. Ervas aromáticas e arroz dão origens a pratos que são uma explosão de sabor como pho, bún cha e cha ca. Para beber experimente a cerveja bia hoi e o ca pha trang, um café com claras de ovo.

Entre queijos, vinhos, carnes e doces, Paris oferece uma panóplia de iguarias confecionados com técnicas da alta gastronomia. Depois de uma tábua de queijos para começar, delicie-se com um blanquette de veau (ensopado de vitela) e acabe com profiteroles, crème brûlée e macarons.

Na bela região italiana da Toscana, abuse de pão, presuntos, azeites, carnes grelhadas e vinho. Florença tem ainda para oferecer pratos típicos como pappa al pomodoro (pão duro, tomate, manjericão e azeite extra-virgem), bistecca alla fiorentina (bife de corte alto) e schiacciata alla fiorentina (bolo com sabor a baunilha e limão).

Foto: Reuters
Quando a gastronomia faz parte do roteiro | © Reuters
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE