Brasil/Eleições

20% de perfis falsos circulam na internet para interferir no processo - investigador

15 | 09 | 2018   08.23H

O investigador brasileiro da Universidade do Minho Sergio Denicoli referiu que existem cerca de 20% de perfis falsos que circulam nas redes sociais para interferir no processo eleitoral brasileiro, o que representa uma "ameaça à democracia".

"Temos analisado, através de inteligência artificial, este tipo de perfil de interferência, que são perfis criados para interferir no processo eleitoral, o que inclui perfis "fake" (falsos) e robots", disse Denicoli, em entrevista à agência Lusa, acrescentando que "a média desses perfis é de cerca de 20%".

Os restantes 70% dos perfis pertencem a pessoas reais e os outros 10% são perfis de órgãos de comunicação social, disse o investigador, que é também diretor da AP/Exata, uma empresa de inteligência digital e análise de dados.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE