GOP

BE defende aumento do salário mínimo em 2019 além do acordado com o Governo

16 | 09 | 2018   20.13H

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considerou hoje existirem condições para um aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN) além dos 600 euros no próximo ano.

"Nós achamos que, no momento em que se começam a discutir as 'Grandes Opções', há duas opções que têm de ser claríssimas sobre estes salários: que o aumento do SMN pode ir bem além dos 600 euros em 2019 e que não é aceitável que os trabalhadores do Estado já não precisam de aumentos, porque nós conhecemos as auxiliares das escolas, dos hospitais, dos centros de saúde, todas aquelas que ganham 600/700 euros, que o salário não chega até ao fim do mês e, portanto, sabemos que o aumento do salário é uma condição essencial da dignidade e da economia", disse Catarina Martins,

A coordenadora bloquista, que falava na sessão de encerramento do 4.º Encontro Feminista do Bloco de Esquerda, em Almada, considerou que, apesar de a igualdade salarial ser uma exigência legal em Portugal, verifica-se que "mais de metade" de quem recebe o SMN em Portugal são mulheres.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE