Actualidade

Proposta legislativa na China prevê limitar importação de conteúdo audiovisual

21 | 09 | 2018   05.36H

O regulador chinês dos órgãos estatais avançou hoje com uma proposta legislativa que prevê restringir a importação de conteúdo audiovisual, ilustrando o crescente esforço das autoridades no combate à infiltração de "valores ocidentais" ou "contrários ao socialismo".

"Qualquer unidade ou individual estão proibidos de importar conteúdo audiovisual", lê-se na proposta de lei, que foi colocada em apreciação pública.

A transmissão de programas importados nas rádios e televisões do país fica também limitada a uma quota diária de 30% e totalmente interdita entre as sete e dez da noite.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE