PGR

Assunção Cristas espera continuidade na "isenção, imparcialidade e rigor"

21 | 09 | 2018   17.45H

A presidente do CDS-PP disse hoje que espera que a nova procuradora-geral da República continue com o espírito deixado por Joana Marques Vidal de "isenção, imparcialidade, rigor e profissionalismo" e defendeu que "deve haver maior escrutínio nestas escolhas".

"O CDS teve oportunidade de dizer, várias vezes, que em equipa vencedora não se deve mexer e por isso fomos sempre favoráveis à recondução da atual procuradora, Joana Marques Vidal, pelo trabalho que fez, pelo mandato que desempenhou, por ter demonstrado sempre independência, isenção, imparcialidade e estar acima de qualquer pressão", anunciou Assunção Cristas.

À chegada à Quinta da Pacheca, em Lamego, a líder centrista defendeu que "deveria ter havido mais audições, aos partidos".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE