Actualidade

Decisão sobre Infarmed é coerente e teve em conta vontade dos trabalhadores - ministro

21 | 09 | 2018   19.29H

O ministro da Saúde considera que a decisão de suspender para já a deslocalização do Infarmed para o Porto "é coerente" com o que Governo tem afirmado e foi tomada tendo em conta a vontade dos trabalhadores da instituição.

Em resposta a críticas do CDS-PP, Adalberto Campos Fernandes disse hoje na comissão parlamentar de Saúde que "há uma decisão coerente com o que foi dito na altura" em que o Governo anunciou a deslocalização da sede da Autoridade do Medicamento de Lisboa para o Porto e quando nomeou a comissão para estudar os cenários e impactos dessa deslocalização.

O ministro entende que o contexto político mudou, uma vez que foi constituída uma comissão na Assembleia da República para avaliar questões da descentralização de serviços públicos e entende que a questão do Infarmed não deve ser extraída dessa comissão, apesar de no caso da Autoridade do Medicamento se tratar de uma deslocalização.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE