Táxis

Associações mantêm protesto e querem intervenção de Costa

22 | 09 | 2018   21.21H

Os taxistas reunidos em protesto pelo quarto dia consecutivo vão manter a paralisação, depois de uma reunião hoje com o chefe da Casa Civil do Presidente da República, e querem a rápida intervenção do primeiro-ministro.

Depois de ter sido recebida em Belém, a delegação de representantes dos taxistas, encabeçada pelos presidentes da ANTRAL, Florêncio de Almeida, e da Federação Nacional do Táxi, Carlos Ramos, entregou uma carta no gabinete do primeiro-ministro no Terreiro do Paço, em Lisboa, a pedir uma intervenção com urgência para resolver as suas reivindicações.

Comunicaram depois aos seus associados concentrados nos Restauradores, em Lisboa, o resultado do encontro com o chefe da Casa Civil do Presidente da República e a continuação do protesto "até que haja uma solução".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE