Venezuela

Santos Silva define "linha vermelha" diplomática após prisão de portugueses

24 | 09 | 2018   20.19H

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, referiu que teve uma conversa "dura" com o homólogo venezuelano acerca dos portugueses e lusodescendentes presos na Venezuela e indicou "linha vermelha" que poderá desencadear consequências diplomáticas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros venezuelano, Jorge Arreaza, acedeu ao pedido português de "acesso imediato aos portugueses detidos por parte das autoridades consulares e embaixada portuguesa", para "lhes ser garantida a devida proteção consular", segundo o ministro português, que falou à imprensa na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque.

"Eu disse ao meu colega que para nós havia uma linha vermelha e que, evidentemente, não haver progressos na superação deste problema teria consequências nas relações bilaterais", afirmou Augusto Santos Silva.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • O Estado português, não tem que defender estes ladrões de maneira diferente de outros ladrões. Estão na Venezuela, só têm que cumprir as regras que estão em vigor. Sabemos bem quem é esta gente.
    Dono dos Burros | 24.09.2018 | 20.37Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE