Carpooling

Partilhar boleias ajuda a poupar muitos euros

24 | 09 | 2018   23.18H
A PROTESTE analisou as três plataformas que em Portugal permitem dividir boleias para poupar nos custos e deixa alguns conselhos práticos aos utentes.
João Moniz | jmoniz@destak.pt

Volta e meia ainda se vê, mas alguém de polegar esticado na berma da estrada é uma imagem sobretudo do passado. Nos dias de hoje, pedir boleia é muito mais eficaz através da internet. Consciente desse facto, a DECO PROTESTE publica hoje um estudo sobre as três plataformas online de partilha de boleias.

O_conceito é simples: o utente acede a BlaBlaCar, Boleia.net ou Via Verde Boleias, coloca a origem e o destino pretendidos e vê a disponibilidade para a data que pretende. O processo difere um pouco em cada plataforma, mas no essencial funciona assim consoante se queira dar ou pedir boleia – as duas situações são possíveis para poupar dinheiro.

E a PROTESTE estima que possam ser dezenas de euros a menos que se gasta. A título de exemplo, uma viagem entre Lisboa e Porto, num carro próprio a gasolina, fica a 51€ por pessoa. Ir de comboio (Intercidades) custa 24,7€ e de autocarro 19€. As simulações em duas plataformas permitiram encontrar boleia a 15€ e 18€. Preços que já incluem as comissões cobradas pelos sites pela intermediação entre os interessados.

Ainda antes de se registarem, os interessados devem ler os termos e condições de cada uma das plataformas. Depois terão de ceder dados pessoais, como identificação, morada ou um cartão bancário para a transação. A DECO ressalva que se deve sempre consultar as avaliações das pessoas com quem vai partilhar boleia (seja quem dá ou quem recebe).

Confirme ainda os lugares disponíveis e que bagagem pode levar e, em caso de dúvida, envie mensagem ao interlocutor.

Foto: Bruno Colaço
Partilhar boleias ajuda a poupar muitos euros | © Bruno Colaço

1 comentário

  • e andar a pè e de transportes ainda mais!
    Lidia | 14.01.2019 | 03.51Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE