Actualidade

Um em cada três trabalhadores em risco de 'burnout' - estudo Deco

25 | 09 | 2018   07.00H

Um terço dos trabalhadores que participaram no estudo da Deco estão em risco de esgotamento profissional e cerca de metade queixa-se da falta de apoio dos supervisores em situações de maior stress.

Segundo um estudo da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco), que será publicado na edição de outubro da revista Teste Saúde, os profissionais em maior risco de desenvolver crises de 'burnout' (esgotamento) são os empregados de lojas e supermercados (43%), profissionais de saúde (não médicos, 39%) e quem trabalha em serviços administrativos (37%) ou em profissões ligadas ao ensino (28%).

No estudo da Deco, que envolveu 1.146 trabalhadores entre janeiro e fevereiro deste ano, cerca de metade dos inquiridos queixaram-se da falta de apoio por parte dos supervisores em situações de stress e um em cada quatro por parte dos colegas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • O que é que a DECO, tem que ver com o assunto? Já agora, vão também analisar o burnout dos vadios que andam na noite de Lisboa, aquilo é só stress. Há dias passei às 9 da manhã junto a um antro de prostituição em Santa Apolónia junto ao rio e realmente estavam esgotados e esgotadas. Um país que não trabalha. E quem nada faz é apoiado e protegido por outros iguais a eles, como é o caso do Merdina em Lisboa.
    Dono dos Burros | 25.09.2018 | 11.34Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE