Actualidade

Especialistas educativos timorenses pedem reforço de formação em português

18 | 10 | 2018   04.56H

Especialistas timorenses defenderam hoje, em Díli, um reforço da capacidade dos professores e dos alunos dos cursos de educação para que trabalhem com a língua portuguesa, cabendo ao Estado aplicar uma política clara de língua.

"Não basta evocar a importância histórica da língua portuguesa nem a sua dimensão global. É necessário conceber uma agenda política consistente e coerente que permita responder de modo adequado aos vários obstáculos a ultrapassar", disse hoje Francisco Martins, reitor da Universidade Nacional Timor Lorosa'e (UNTL).

"Não chega as leis. A nossa responsabilidade como cidadãos deste país é grande para implementar a política do Estado como deve ser", afirmou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE