Actualidade

Missão da ONU na RCA insuficiente para defender população - diplomata

23 | 10 | 2018   18.58H

A representante permanente da República Centro-Africana (RCA) na ONU considerou hoje que a Minusca, missão de paz daquela organização que integra militares portugueses, é insuficiente para a defesa da população, apelando à ajuda internacional na formação das forças próprias.

Para a diplomata centrafricana Ambroisine Kpongo, a Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana (Minusca), "não pode, por si só, assegurar a proteção duradoura dos civis por todo o território nacional".

"A formação e equipamento da defesa nacional e das forças de segurança é essencial. É a nossa prioridade de topo e os parceiros internacionais deviam concentrar-se nisso", declarou hoje Ambroisine Kpongo no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE