OE2019

Ministério confirma que acesso à reforma antecipada com duplo corte mantém-se

09 | 11 | 2018   19.06H

O Ministério da Segurança Social confirma que o acesso à reforma antecipada com dupla penalização irá manter-se em 2019, coexistindo com as novas regras de alívio de cortes para quem aos 60 anos tem 40 de descontos.

"Quem queira pedir a antecipação da reforma, mas não cumpra os requisitos do novo regime mantém a possibilidade de acesso ao regime em vigor em 2018", lê-se na nota explicativa enviada aos deputados no âmbito da apreciação na especialidade do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019).

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, é ouvido na segunda-feira à tarde em audição conjunta pela Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e pela Comissão de Trabalho e Segurança Social.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

6 comentários

  • Deve andar por aqui um afilhado do vesgo, para denunciar os comentários. Quem descontou 40 anos e tem mais de 60, deve poder-se reformar sem qualquer penalização. Acabem com as reformas antes dos 60 anos para todos e vão ver que a Segurança Social não tem problemas com as reformas.
    Alvaro | 14.11.2018 | 21.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O quê faz a Segurança Social, Finanças, Aut. Concorrência - em vez de fiscalizar trabalhadores para ter denúncias dos patrões, que não fazem descontos para reforma? Quantos milhares estão nessa situação?
    Anonimo | 14.11.2018 | 09.43Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Assim é triplo. Porque há o corte em tempo de serviço que o bandido do Sócrates e o canalha do Cuelho aplicaram. Eu tenho tempo dos dois lados, sou triplamente ou quadruplamente roubado por este Estado parasita. Que nem o banditismo combate e que agora abre as portas e os braços a essa invasão que o Soros nos mandou. Depois, acaba com o pouco arrendamento que existia, para encher os bolsos aos seus amigos panascas como é o caso do sacana do BE. Bela esquerda esta. Antes a Le Pen, já que o Putin não quer anexar isto. Devem achar que os cidadãos que os sustentam ganham tanto como eles para pagarem as rendas que são exigidas e sem garantias nenhumas de estabilidade.
    Dono dos Burros | 10.11.2018 | 00.54Hver comentário denunciado
  • Essa Lei (dos 60 anos com 40 de descontos) também deve ser aplicada às "sub(in)venções" vitalícias! Porque é que há dois pesos e duas medidas? Se a Lei tem que ser cumprida, se ninguém está acima da Lei, se todos são iguais perante a Lei... porque é que há tantas diferenças e incongruências na prática da Lei? E, o burro, sou eu?
    anónimo | 09.11.2018 | 20.31Hver comentário denunciado
  • SÃO TODOS ALDRABÕES PROMETEM O QUE NÃO PODEM TIRAM A QUEM TRABALHA PARA DAR A QUEM NADA FAZ E NUNCA FEZ POVO QUE TRABALHA DEVEM ABRIR OS OLHOS
    O povinho | 09.11.2018 | 20.19Hver comentário denunciado
  • Este Ministro já devia ter mo... Só pensa para ele e afilhados. Penaliza apenas os desgraçados, quem teve que trabalhar desde criança, mas, como todos sabemos na altura os patrões só descontavam se queriam.
    Alvaro | 09.11.2018 | 20.06Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE