Actualidade

Grupo desmantelado pela PJ usava empresas fictícias e comprava sem pagar

13 | 11 | 2018   17.27H

O grupo desmantelado hoje pela Polícia Judiciária (PJ) por crimes de natureza económica que geraram danos de 10 milhões de euros comprava mercadoria sem pagar e vendia-a a preços mais reduzidos, recorrendo sempre a empresas fictícias.

A explicação foi dada hoje pelo responsável da investigação e coordenador da PJ de Leiria, Gil Carvalho, durante uma conferência de imprensa no Porto em que precisou que as mercadorias-alvo do grupo eram, sobretudo, eletrodomésticos, maquinaria e produtos alimentares.

"As empresas eram criadas ficticiamente, através de testas-de-ferro e outros. Compravam as mercadorias" sem nunca as pagar e "colocavam-nas no mercado, através de outras empresas fictícias a preços muito mais reduzidos", explicou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE