Actualidade

Retalho e imobiliário abrandam na China, mas produção e investimento aumentam

14 | 11 | 2018   04.58H

O retalho na China registou uma subida homóloga de 8,6%, em outubro, o ritmo mais lento desde maio, enquanto o mercado imobiliário voltou a abrandar, apesar da subida na produção industrial e no investimento em ativos fixos.

Segundo o Gabinete Nacional de Estatísticas (GNE) chinês, as vendas a retalho expandiram em outubro menos 0,7% do que no mês anterior, fixando o crescimento no conjunto dos dez primeiros meses do ano em 9,2%.

O sinal de fragilidade no sentimento dos consumidores chineses surge em contraste com a aceleração em outros motores chave de crescimento económico.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE