Actualidade

Human Rights Watch apela a Hong Kong que retire acusações a líderes pró-democracia

15 | 11 | 2018   05.27H

A organização não-governamental Human Rights Watch apelou na quarta-feira às autoridades de Hong Kong que suspendam as acusações sobre nove líderes das manifestações pró-democracia de 2014, do movimento apelidado de 'guardas-chuva amarelos'.

Para a organização de defesa dos direitos humanos a repressão do Governo e os processos subsequentes de acusações aos ativistas, após as manifestações que ocorreram entre 28 de setembro e 15 de dezembro de 2014, violaram os direitos de reunião pacífica e as liberdades de associação e expressão garantidas pelo Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos (PIDCP), que se aplica em Hong Kong.

Os nove ativistas serão julgados perante um tribunal distrital a 19 de novembro de 2018.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE