Acidente/Borba

Excesso de água e tipo de solo podem ser a causa - especialista

21 | 11 | 2018   16.21H

O diretor do departamento de Geociências da Universidade de Évora considerou hoje que o excesso de água e o tipo de solo estarão na origem do deslizamento de terras e colapso de uma estrada para pedreiras em Borba.

Em declarações à agência Lusa, Luís Lopes, geólogo e responsável do departamento de Geociências da Universidade de Évora (UÉ), observou que por baixo da estrada existia "o material que resulta da dissolução do mármore, um solo residual, que é o barro ou terra rossa".

"Esse material tem capacidade de absorver água, mas quando tem água de mais acaba por se tornar num líquido e essa condição deve ter sido fulcral para desencadear o colapso e, a partir daí, foi tudo atrás", afirmou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE