Actualidade

Comunidade internacional pede "bom senso" à Guiné-Bissau no recenseamento

07 | 12 | 2018   16.25H

Os representantes das organizações internacionais na Guiné-Bissau apelaram hoje ao "bom senso" dos atores políticos do país para que o país possa realizar um recenseamento "fiável" e preparar eleições legislativas.

"Nós compreendemos que é um momento crítico, mas apelamos mais uma vez ao bom senso das pessoas para que de facto o país possa caminhar para um processo que se reconheça fiável de recenseamento e também na preparação para as eleições legislativas", afirmou o representante da União Africana no país, Ovídeo Pequeno.

O primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, esteve hoje reunido durante cerca de duas horas com os representantes no país da União Africana, União Europeia, Nações Unidas, Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental e Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, denominados de P5.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE