Actualidade

CDOS de Braga e Vila Real recusam não ter atendido chamada sobre acidente de Valongo

16 | 12 | 2018   13.24H

Os Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) de Braga e de Vila Real recusaram hoje não ter atendido a chamada da NAV sobre o acidente de Valongo, garantindo ter operadores "em permanência 24 horas por dia".

Em declarações à Lusa, o comandante do CDOS de Braga, Hermenegildo Abreu, garantiu que "qualquer chamada" ali recebida "é atendida conforme a sequência de entrada", considerando por isso "muito estranho" que a NAV, empresa que gere a navegação aérea, diga que aquela entidade "não atendeu" uma chamada feita ao fim da tarde de sábado devido à perda de contacto com o helicóptero do INEM que caiu em Valongo.

Para o comandante do CDOS de Vila Real, Álvaro Ribeiro, é também "muito esquisito" que uma chamada de quem quer que seja não tenha sido atendida, porque "a sala de operadores tem sempre dois operadores em permanência, 24 sobre 24 horas".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • vamos analisar. O heli desapareceu dos radares. Quem deu o alerta não foi o INAC? A quem foi dado? Os bombeiros nisto não são achados e se foram em principio foram para o terreno. Agora isso da ANPC, extinga-se. Antes do Guterres não existia e as coisas funcionavam.
    Alvaro | 16.12.2018 | 13.30Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE