Actualidade

Escola primária acusada de segregação racial na África do Sul

11 | 01 | 2019   12.01H

Uma escola primária sul-africana está a ser acusada de segregação racial, depois de ter sido divulgada a imagem de uma sala com crianças brancas e negras sentadas separadamente durante a aula.

As aulas no centro Laerskool Schweizer-Reneke, no nordeste da África do Sul, foram suspensas na quinta-feira e a escola permanece hoje fechada, enquanto as autoridades locais investigam o incidente.

A fotografia tornou-se viral e gerou uma onda de indignação na sociedade sul-africana, que durante mais de 40 anos viveu sob o regime segregacionista do "apartheid".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Mas estão na mesma sala.Certo? Então nada a dizer. Os azuis mais claros sentam-se lá a trás, neste caso e os azuis mais escuros à frente. Parece-me bem e acho até recomendável. Na canastra da sardinha não deve ir o carapau. Gosto diferente, preço diferente.
    Dono dos Burros | 11.01.2019 | 13.54Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE