Actualidade

Sindicato luxemburguês processa Portugal por "despedir abusivamente" empregada de limpeza

11 | 01 | 2019   13.10H

O sindicato luxemburguês OGB-L vai processar o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) e a Embaixada de Portugal no Luxemburgo, acusando-os de "despedimento abusivo" de uma empregada de limpeza cujo processo de regularização previa um salário abaixo do mínimo.

Em causa está uma trabalhadora que faz limpezas na embaixada desde 1993, mas que nunca teve um contrato escrito, explicou à Lusa a advogada Cátia dos Santos, mandatada pela OGB-L.

"O contrato é oral, mas pelo direito luxemburguês ela tem direitos e eles têm de cumprir esses direitos", disse a jurista.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • As Leis não se aplicam aos Tugas. ahahahahahahahah
    Dono dos Burros | 11.01.2019 | 13.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE