Actualidade

Grupo chinês Huawei despede funcionário detido na Polónia por espionagem

12 | 01 | 2019   15.18H

O gigante chinês de telecomunicações Huawei despediu o seu funcionário chinês detido na Polónia por suspeita espionagem, num comunicado citado pelo jornal estatal chinês Global Times.

O grupo explicou que "decidiu rescindir imediatamente o contrato com Wang Weijing" uma vez que "este incidente teve efeitos nefastos sobre a reputação mundial da Huawei" e disse que respeita as leis dos países em que opera.

"A Huawei sempre respeitou as leis e regulamentos em vigor no país onde está localizada (...) e exige que todos os funcionários cumpram as leis e regulamentos do país", afirmou o grupo chinês, no comunicado, em que acrescentou que Wang Weijing foi preso por "motivos pessoais", sem mais detalhes.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Fazem mal. Mesmo que ele seja espião, deve ser protegido. Assim quem é que vai acreditar em chineses na próxima?
    Dono dos Burros | 12.01.2019 | 21.27Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE