PUBLICIDADE
Actualidade

Filipinos muçulmanos em referendo que pode terminar com conflito separatista

21 | 01 | 2019   04.12H

Mais de dois milhões de filipinos da comunidade de maioria muçulmana no sul do país são hoje chamados a participar num referendo para tornar esta região mais autónoma, como solução para acabar com cinco décadas de conflito.

O porta-voz da comissão eleitoral James Jimenez afirmou que "o início do processo eleitoral parece estar a desenrolar-se bem", logo após a abertura das mesas de voto, onde cerca de 2,1 milhões de filipinos poderão votar.

A votação centra-se nas províncias de Basilan, Lanao del Sur, Maguindanao, Sulu e Tawi-Tawi, que compõem a Região Autónoma Muçulmana de Mindanao (ARMM), que resultam do armistício de 1996 com a Frente Moro de Libertação Islâmica (FMLI).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE