PUBLICIDADE
Actualidade

Salvini diz que comparar o Holocausto ao controlo de imigração é "sórdido"

27 | 01 | 2019   18.43H

O ministro italiano do Interior, de extrema-direita, Matteo Salvini, afirmou hoje que seria "sórdido" comparar o "controlo sério da imigração" aos horrores do Holocausto, numa alusão ao presidente da câmara de Pádua, que comparou os dois acontecimentos.

Na sua conta do Twitter, o líder do partido da Liga Norte deixou uma oração em homenagem aos "milhões de vítimas do nazismo" apelando a que a "loucura assassina não se repita", para assinalar o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

Salvini, que se recusa a deixar entrar nos portos italianos os navios humanitários que resgatam migrantes no Mar Mediterrâneo, também usou o seu "tweet" no domingo para defender a posição de seu governo contra a entrada de mais imigrantes, dizendo que "todos os países civilizados" estavam a controlar a imigração ilegal de forma séria.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE