PUBLICIDADE
Actualidade

Gemfields aceita pagar 7,25 milhões em indemnizações por abusos dos direitos humanos em Moçambique

29 | 01 | 2019   10.57H

A mineira Gemfields aceitou pagar uma indemnização de 8,3 milhões de dólares (7,25 milhões de euros) num acordo extrajudicial relativo a 273 queixas de mortes, espancamentos e outras numa mina de rubis no norte de Moçambique.

O gigante mineiro aceitou ainda criar um painel que determinará a atribuição de compensações financeiras por queixas ou reclamações que venham a ser feitas no futuro, anunciou a empresa, citada pela newsletter Mozambique News Reports&Clippings, editada por Joseph Hanlon, em Londres.

O caso chegou ao Supremo Tribunal de Londres em abril de 2018, por ação da firma de advogados defensores dos Direitos Humanos Leigh Day, que interpôs queixa contra "sérios abusos dos direitos humanos em e em torno da mina da Montepuez Ruby Mining (MRN), pertencente ao grupo Gemfields, com sede em Londres, entre 2011 e 2018, na aldeia de Namucho-Ntoro, Namanhumbir, na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE