Venezuela

Maduro acusa militares desertores de conspiração a partir da Colômbia

30 | 01 | 2019   14.49H

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou hoje militares que desertaram de se terem tornado "mercenários" e estarem a conspirar contra o seu país a partir Colômbia com o objetivo de dividir o exército venezuelano.

"Um grupo de militares desertores, que se tornaram mercenários ao serviço da oligarquia colombiana, conspira a partir da Colômbia para dividir as forças armadas (...). E onde aparecer um traidor, justiça!", disse Maduro antes de começar uma marcha ao lado de 2.500 militares.

Em cenas transmitidas pela televisão estatal, Maduro pode ser visto a andar pela base militar do Forte Tiuna, em Caracas, na madrugada de hoje com os principais comandantes e dezenas de soldados.

Destak/Lusa | destak@destak.pt