PUBLICIDADE
Actualidade

Portugal reforça meios consulares no Luxemburgo para resolver atrasos "mais graves" de pensões

11 | 02 | 2019   18.01H

O Governo português vai organizar até final de março "permanências sociais" no Luxemburgo para dar resposta aos emigrantes com maior atraso na obtenção de pensões, anunciou hoje o secretário de Estados das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

"Até final de março, uma equipa conjunta do Luxemburgo e também de Portugal vão estar em condições de poder dar resposta ao conjunto de pedidos que se encontram com maior atraso e que têm motivado queixas às autoridades luxemburguesas", disse José Luís Carneiro.

O anúncio foi feito numa conferência de imprensa conjunta com os ministros do Trabalho e da Segurança Social, Dan Kersch e Romain Schneider, com quem o SECP esteve hoje reunido.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE