PUBLICIDADE
Actualidade

Ordem dos Médicos nos Açores critica "falta de planeamento" e pede medidas urgentes

11 | 02 | 2019   19.41H

A responsável pelo Conselho Médico dos Açores da Ordem dos Médicos considerou hoje que a situação que se vive no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, resulta de "falta de planeamento e estratégia", reivindicando medidas "urgentes".

Isabel Cássio, também médica naquela unidade da ilha de São Miguel, defendeu que, por este ser "um problema de saúde da região e não apenas do hospital", são necessárias "decisões políticas" que clarifiquem qual o papel que cabe ao Divino Espírito Santo e aos centros de saúde na prestação de serviços de saúde.

A representante falava em conferência de imprensa, em Ponta Delgada.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE