Actualidade

Estrear na Berlinale "é o melhor" que pode acontecer a um filme - Realizador

12 | 02 | 2019   09.28H

"Serpentário", a primeira longa-metragem de Carlos Conceição, estreou-se no Festival de Cinema de Berlim, "o melhor que lhe podia acontecer", confessou o realizador, acrescentando que em Portugal "não se faz cinema para as massas".

O filme, uma coprodução luso-angolana, está em competição na Berlinale, integrado no concurso de primeiras longas-metragens, na secção Forum, mas, para o realizador português, "o mais importante é que ele está terminado e existe."

"Os espetadores podem gostar ou não do meu filme, mas o meu trabalho não é no sentido de conseguir apenas uma dessas duas reações. Sei que há um prémio que posso ganhar, mas de resto nem sei que prémios se podem receber na secção Forum. Os prémios, para mim, são agradáveis, se acontecem, mas não penso muito nisso. Eu até me vou embora antes da conclusão do festival, tenho trabalho em Lisboa que tenho de adiantar", revelou Carlos Conceição em declarações à agência Lusa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE