Venezuela

"Che bolivariano" disponível a lutar contra invasor se necessário

12 | 02 | 2019   10.00H

O lusodescendente Humberto Lopes, conhecido como o "Che bolivariano", que pertence a um dos grupos "coletivos" que defendem o regime nos bairros, acredita que não será necessário, mas se for, vai lutar contra o invasor.

Os "coletivos" têm uma história muito antiga, mas em 2002, na presidência de Hugo Chávez, foram aumentando. O "Che" lusodescendente afirma que neste momento de crise política, económica e social, estes grupos vão continuar a fazer o que têm feito, "o apoio ao povo".

Sobre a possibilidade de entrarem em combate, diz que não chegou esse momento. "Se chegasse, esperemos que não, se houvesse uma invasão, claro que tinha que se juntar os coletivos contra o invasor. E se os invasores também forem oposição vamos também contra eles, pelo ideal coletivo".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE