PUBLICIDADE
Transmissão de jogos

Eleven Sports vai lutar pelas provas portuguesas

12 | 02 | 2019   13.46H
Canais da empresa já estão disponíveis em todos os operadores, num acordo de longo prazo que dá "confiança" para "olhar para todas as oportunidades"
João Moniz | jmoniz@destak.pt

Depois de meses de negociações, com avanços e recuos, a Eleven Sports já está disponível em todos os operadores de telecomunicações. O acordo com MEO, NOS e Vodafone foi anunciado esta manhã e acaba com um período de quase seis meses em que os dois canais da empresa apenas estiveram acessíveis na Nowo ou através da plataforma Over-the-Top (OTT).

Esta solução vai manter-se, mas não é acumulável com o serviço disponibilizado pelo operador. Ou seja, quem adquire o serviço através da plataforma OTT não tem acesso aos canais no serviço disponibilizado pelo operador com quem tem contrato e vice-versa. Mas os preços são iguais. A subscrição mensal é de 9,99 euros e há um desconto de 16,6% para quem optar por uma fidelização anual: 99,99 euros (neste caso fica a 8,33 euros por mês).

Os dois canais regulares da Eleven Sports vão ocupar lugar de destaque nas grelhas dos três operadores, junto às restantes ofertas desportivas. Na MEO terão as posições 33 e 34 (os canais pop-up, criados quando há mais do que dois jogos em simultâneo, por exemplo, ficarão na posição 35). Na NOS as posições são a 38 e 39 (137 e 140 para os canais pop-up) e na Vodafone estarão nos canais 41 a 46.

A Eleven Sports conta atualmente com 15 produtos diferentes, entre a Liga dos Campeões e campeonatos nacionais: Espanha, Alemanha, França ou Bélgica. Também tem o exclusivo da liga de futebol americano (NFL), atualmente no defeso, ou da Fórmula 1, que está prestes a arrancar para a temporada 2019.

Depois de inicialmente ter entregue a gestão da sua presença em Portugal à Nowo, que ficou com o exclusivo dos canais, a Eleven Sports percebeu que essa opção não estava a acelerar as negociações com os outros distribuidores e tomou conta do processo, chegando a um entendimento personalizado com cada um dos operadores, por montantes não divulgados específicos para cada um mediante a sua quota de mercado.

Este acordo "é de longo prazo, para além dos direitos desportivos assegurados até ao final de 2020/2021, o que permite olhar para o mercado de forma confiante", afiançou o diretor-geral da Eleven Sports em Portugal. E isso passa por, admitiu Jorge Pavão, "olhar para todas as oportunidades que surjam no mercado nacional ou internacional".

Dito de outra forma, a Eleven Sports vai passar a concorrer à transmissão de provas do futebol português. O que passará sobretudo pelas Taças. Questionado pelo Destak se irá falar com os operadores que têm os direitos de transmissão do campeonato nacional para os passar para os seus canais, Jorge Pavão admitiu essa hipótese no futuro.

A empresa prefere não especificar quantos subscritores têm neste momento, mas são na ordem das "dezenas de milhar". A fasquia esteve perto de atingir os 100 mil, mas a eliminação do Benfica na Champions não ajudou. "Houve um decréscimo quando se passou de duas para uma equipa portuguesa na Liga dos Campeões".

A empresa assume o compromisso de falar de futebol pela positiva, com transmissões mais perto da ação - é costume dos canais fazer a antevisão dos jogos a partir dos relvados, por exemplo, com a presença de figuras conhecidas, nomeadamente antigos jogadores.

O acordo com a TVI para a transmissão em sinal aberto dos jogos da Champions manteve-se inalterado com a nova realidade e a Eleven Sports até fechou recentemente outra parceria com o canal de Queluz de Baixo, para o Mais Ligas, um programa transmitido à segunda-feira à noite com resumos das ligas internacionais, nomeadamente a espanhola, a francesa, a alemã e a belga.

1 comentário

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE