Actualidade

Conselho Geral e de Supervisão da ADSE apela a "diálogo urgente" com privados

12 | 02 | 2019   20.23H

O Conselho Geral e de Supervisão (CGS) da ADSE aprovou hoje, por unanimidade, uma resolução onde apela para um "urgente diálogo" entre os prestadores de saúde e o conselho diretivo do instituto público.

"O CGS apela aos prestadores de saúde e ao conselho diretivo da ADSE para um urgente diálogo que, respeitando a lei e as convenções, permita encontrar soluções adequadas para a prestação de serviços de saúde de qualidade, a preços justos, sem discriminações e garantindo fiabilidade às diferentes entidades envolvidas", lê-se na resolução aprovada após uma reunião de cerca de cinco horas.

Em discussão esteve a eventual suspensão das convenções com a ADSE por parte de vários grupos privados de saúde, entre os quais o grupo José Mello Saúde (que gere os hospitais CUF) e a Luz Saúde.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • CORREÇÃO: Quando disse "da parte que respeita aos beneficiários" deve se " da sua parte nas despesas de aos saúde dos beneficiários".
    zé da burra o alentejano | 13.02.2019 | 08.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Sim, há que continuar com a negociação, mas a ADSE deve promover a contratação com outras clínicas, ainda que menores, e, sobretudo, reduzir o tempo do pagamento da parte que lhe respeita nos beneficiários. Permitir que cidadãos fora da função pública possam aderir ao sistema seria uma ótima medida, daria mais força à ADSE quando precisasse negociar com as clínicas e não se tornaria uma sobrecarga para o sistema de saúde que até não é deficitário.
    zé da burra o alentejano | 13.02.2019 | 08.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE