Actualidade

Violência contra profissionais do ramo da comunicação cresceu em 2018 no Brasil

22 | 02 | 2019   01.23H

A violência contra profissionais de meios de comunicação no Brasil aumentou em 2018, período em que foram mortos três jornalistas e registadas 114 agressões físicas ou verbais, informou a Associação Brasileira de Redes de Rádio e Televisão (Abert).

O aumento de 50% em relação a 2017 incorpora também a subida do número de homicídios, que passou de 1 para 3 entre 2017 e 2018, números que colocam o Brasil na lista dos mais perigosos do mundo para a prática da profissão, de acordo com a Abert.

Jefferson Pureza, Jairo Souza e Marlon Carvalho foram os locutores de rádio assassinados no ano passado depois de terem denunciado casos de corrupção ou criticado atividades de autoridades e políticos da região.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE