PUBLICIDADE
Actualidade

Ibéricos descendem na maioria de povos das estepes russas, revela estudo genético

14 | 03 | 2019   18.07H

O maior estudo já feito sobre a história genética dos habitantes da Península Ibérica, hoje divulgado, revela que os ibéricos são maioritariamente descendentes de povos que migraram das estepes russas e que foram os bascos que menos se misturaram depois.

O estudo, publicado na revista Science, foi liderado pela Harvard Medical School, dos Estados Unidos, e pelo Instituto de Biologia Evolutiva, de Barcelona, Espanha, tendo a colaboração de um total de 111 investigadores, incluindo portugueses, da Universidade do Minho, da Universidade de Coimbra e da Universidade de Lisboa.

Num comunicado, a Universidade do Minho (UM) diz que a região ibérica é agora, provavelmente, a mais bem caracterizada do mundo ao nível do ADN humano antigo. Pedro Soares, do Centro de Biologia Molecular e Ambiental, da UM, foi um dos participantes no trabalho.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Aiiiii na querem lá veri ca gente semos todos ciganos...
    anónimo | 14.03.2019 | 20.39Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE