Actualidade

Criado em Foz Côa novo roteiro transfronteiriço robusto para arte rupestre europeia

14 | 03 | 2019   18.34H

Portugal, Espanha e França uniram-se hoje, no Museu do Côa, através de um protocolo, com o objetivo de criar um "itinerário europeu robusto" dedicado à arte rupestre de sítios tão distritos como Altamira, Lascaux, Vale Côa e Siega Verde.

"Este protocolo serve para abrir o diálogo sobre arte rupestre, entre os poderes políticos dos três países envolvidos nesta ação. Ao mesmo tempo, pretendemos que os técnicos que trabalham na arte rupestre de Portugal, Espanha e França possam partilhar conhecimentos e experiências para se ganhar escala a nível europeu, no sentido de criar um verdadeiro itinerário cultural europeu robusto", disse à Lusa o presidente da Fundação Côa Parque, Bruno Navarro.

A ideia, agora firmada, servirá, de acordo com as partes envolvidas, para atrair cada vez mais turistas a cada uns dos sítios arqueológicos e captar fundos europeus.

Destak/Lusa | destak@destak.pt