Clima

Centenas de jovens iniciam na Nova Zelândia série mundial de manifestações

15 | 03 | 2019   01.35H

Centenas de estudantes começaram em Wellington o ciclo de manifestações, cerca de mil em mais de 100 países, que vão ocorrer hoje em todo o mundo para exigir que os políticos atuem contra as alterações climáticas.

A "greve da escola pelo clima" arrancou na capital neozelandesa com os estudantes, que contam com o apoio da primeira-ministra, a desfilarem com cartazes, onde estavam 'slogans' como "O tempo está em vias de derreter" e "Agir agora ou nadar".

Esta greve estudantil mundial culmina uma série de manifestações semanais iniciadas no ano passado pela sueca Greta Thunberg, 16 anos, que exibia sozinha, todas as sextas-feiras, um cartaz com os dizeres "Greve à escola pelo clima" frente ao Parlamento de Estocolmo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt