Actualidade

Organizadores do Tour de Timor devem mais de 210 mil dólares a empresas e atletas

15 | 03 | 2019   04.51H

Empresas timorenses que apoiaram atletas internacionais e nacionais que participaram na edição do ano passado do Tour de Timor estão até hoje sem receber dos organizadores do evento, confirmaram vários dos credores à Lusa.

As dívidas, que ultrapassam os 200 mil dólares (177 mil euros), abrangem ainda o Suai Extreme, evento que como o Tour de Timor foi organizado pela empresa Noble Timor.

Vários empresários e atletas ouvidos pela Lusa confirmam não ter recebido qualquer do dinheiro devido e afirmam que pedidos de explicação continuam sem resposta, acusando o proprietário da empresa, Sean Borrell, de ter saído do país sem resolver o problema.

Destak/Lusa | destak@destak.pt