Clima

Marcelo defende "resposta global" e elogia ação juvenil mundial

15 | 03 | 2019   13.32H

O Presidente da República defendeu hoje que as alterações climáticas precisam de uma "resposta global e não Estado a Estado", classificando a greve climática estudantil mundial como uma ideia "muito mobilizadora" para chamar a atenção para o tema.

"É uma ideia muito mobilizadora para chamar a atenção para a importância das alterações climáticas. Elas existem, são globais, não estão contidas pelas fronteiras dos estados, e exigem uma resposta global e não Estado a Estado", observou Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações aos jornalistas à margem da conferência "A Europa e o Presente", organizada pelo jornal Público no Porto.

O chefe de Estado considerou ainda "muito boa ideia que sejam os jovens a pensar o futuro numa matéria que é uma matéria de futuro".

Destak/Lusa | destak@destak.pt