Venezuela

Mais de 600 detidos por saques a estabelecimentos comerciais em Zúlia

16 | 03 | 2019   18.37H

Mais de 600 pessoas foram detidas pelo alegado envolvimento em saques de estabelecimentos comerciais no Estado venezuelano de Zúlia (oeste do país), que continua às escuras desde o "apagão" de 07 de março.

"Contabilizam-se 602 pessoas detidas, 102 estabelecimentos comerciais e seis centros comerciais afetados", disse o ministro venezuelano de Interior, Justiça e Paz, aos jornalistas.

Segundo Néstor Reverol, desde o "apagão" houve "uma série de atos de vandalismo", estando a ser apuradas "as responsabilidades diretas e indiretas" dos detidos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE