PUBLICIDADE
Actualidade

"Operação Transparência" em Angola estende-se para a costa marítima

20 | 03 | 2019   12.10H

As autoridades angolanas vão estender a "Operação Transparência", iniciada a 25 de setembro de 2018, para a costa marítima de Angola para prevenir atos de pesca ilegal e de tráfico de pessoas e bens, anunciou hoje a polícia local.

Numa conferência de imprensa, o porta-voz da "Operação Transparência", comandante António Bernardo, indicou que os cerca de 1.650 quilómetros de costa atlântica, bem como toda a área da plataforma continental angolana, vão começar a ser patrulhados "por várias forças de segurança" a partir de 25 deste mês e que as autoridades "serão implacáveis" no combate às infrações.

Entre as infrações que são há muito frequentes nas águas territoriais angolanas contam-se a pesca ilegal, o tráfico de pessoas e a tentativa de desembarque de imigrantes ilegais ao longo da costa norte, desde o enclave de Cabinda, passando pela zona contígua da República Democrática do Congo (RDCongo), e sul, na província do Namibe até à fronteira com a Namíbia.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE