PUBLICIDADE
Fake news

Google, Facebook e Twitter lançam ferramentas novas a pensar nas eleições

20 | 03 | 2019   13.14H

O Google, Facebook e Twitter vão ter operacionais até abril ferramentas contra as notícias falsas ('fake news') para as eleições europeias de final de maio, respondendo assim ao apelo de Bruxelas, que admite progressos, mas quer "esforços adicionais".

Em causa está um balanço hoje divulgado pela Comissão Europeia relativamente ao código de conduta subscrito por grandes plataformas digitais para combater a desinformação, que dá conta de que "todas as plataformas [signatárias] confirmaram que as suas ferramentas para avaliar a transparência dos anúncios políticos estarão operacionais antes das eleições".

A nota é assinada pelos comissários europeus Julian King (União da Segurança), Mariya Gabriel (Economia e Sociedades Digitais) e Vera Jourová (responsável pelas áreas da Justiça, Consumidores e Igualdade de Género), que na terça-feira se reuniram com responsáveis destas plataformas, e realça "o progresso" que estas companhias tecnológicas estão a fazer para promover "a transparência" na campanha eleitoral.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE