Actualidade

Modelo Continente não "abdicará de salvaguardar" os seus direitos

22 | 03 | 2019   20.19H

A Modelo Continente, do grupo Sonae, disse hoje que não "abdicará de salvaguardar" os seus direitos depois de estar entre os acusados de "práticas equivalentes a cartel" reveladas hoje pela Autoridade da Concorrência (AdC).

Em resposta à agência Lusa, fonte oficial da empresa começa por criticar o regulador por este ter revelado que tinha enviado notas de ilicitude. "Não podemos deixar de censurar esta comunicação, que não salvaguarda o direito de defesa e representa uma restrição ao direito ao bom nome e à reputação da sociedade. As notas de ilicitude não representam o resultado final da investigação, mas sim uma fase provisória e que está ainda sujeita ao exercício do direito de defesa da visada".

"Esta comunicação e as referidas notas vão ser analisadas com todo o rigor e cuidado, sendo certo que não abdicaremos de salvaguardar os nossos direitos, nomeadamente o de defesa em lugar próprio", acrescenta a Modelo Continente.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Concordo. Mas o problema em Portugal é que, tudo o que é funcionário, tem uma avença com os órgãos de CS. Vejam-se os tribunais e as policias.
    Dono dos Burros | 22.03.2019 | 20.24Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE