Actualidade

"Coletes amarelos" passam despercebidos em Paris fora dos Campos Elísios

23 | 03 | 2019   11.51H

Com os locais habituais de manifestação interditos e reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" são ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre turistas e parisienses.

A manhã na capital francesa é calma, especialmente nos Campos Elísios. Depois da destruição da avenida na semana passada, o dispositivo policial voltou a ser reforçado este sábado com 6.000 polícias na rua, blindados e ainda a presença dos militares da operação antiterrorista "Sentinela" a proteger as principais instituições francesas.

Esta medida coloca algumas questões e debate entre os próprios "coletes amarelos": "Sabemos que os militares estão do nosso lado, estão aqui em pontos estratégicos para defender as instituições. Mas se eu for ao Eliseu e eles estiverem lá, o que é que acontece? É como se estivéssemos na Coreia do Norte ou na China", disse Christelle, vestida com colete amarelo e vinda dos arredores de Paris para se manifestar mais uma vez nas ruas da capital, em declarações à agência Lusa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE